6 segredos do chocolate: herói ou vilão da boa alimentação?

6 segredos do chocolate: herói ou vilão da boa alimentação?

Descubra curiosidades sobre o chocolate, entenda como ele faz bem à saúde e delicie-se com uma receita de dar água na boca (e com poucas calorias!).

chocolate saude

Chocolate é um alimento que desperta paixões. Por isto mesmo, existem muitas histórias discrepantes sobre sua influência na saúde. Será que ele faz bem, será que faz mal? Para ajudar a responder estas questões, preparamos um pequeno guia de dicas sobre esta deliciosa iguaria! E mais: ao final, uma receitinha de dar água na boca de Sobremesa de Banana e Chocolate, com poucas calorias e gorduras!

 

TABLETINHOS DE INFORMAÇÃO

Mito: cacau é sinônimo de chocolate.

Fato: esta muita gente já sabe, mas é sempre bom lembrar: não dá pra utilizar os termos “cacau” e “chocolate” como se fossem a mesma coisa. Cacau é o fruto do cacaueiro. A partir de suas sementes – que, cruas, tem um gosto muito amargo – é que é feito o chocolate. O chocolate que compramos nos supermercados é uma mistura do cacau com diversos outros ingredientes (e que acabam compondo a maior parte dos tabletes e bombons). Por exemplo, um chocolate “normal” tem de possuir, por lei, entre 15 e 34% de cacau – o resto é basicamente açúcares e gorduras adicionais. Chocolate ao leite, para ganhar este nome, deve ter pelo menos 10% de cacau e quantidades específicas de leite e gordura.

 

Mito: o chocolate vem da Suíça.

Fato: Já que todo mundo fala que o melhor chocolate do mundo é o suíço, então certamente ele se originou por lá, não é mesmo? Na verdade, a origem do cacau está muito mais próxima de nós do que imaginamos. A árvore de cacau foi descoberta há 2.000 anos na América Central. As culturas maia e asteca antigas moíam as sementes dos cacaueiros até virarem uma pasta, a partir da qual faziam uma bebida com gostinho de chocolate bem amargo. O cacau era tão bem quisto nestas sociedades que suas sementes eram usadas como moedas, além de serem empregadas em cerimônias religiosas e em pratos salgados. O chocolate que conhecemos só surgiu quando os espanhóis levaram a semente para a Europa. Lá, muitas novas receitas foram criadas, incluindo açúcar e creme, o que fizeram o cacau se popularizar e adquirir o sabor que, hoje, tradicionalmente associamos ao alimento.

 

cacau semente chocolate
O chocolate é feito a partir das sementes do cacau, fruto do cacaueiro.

 

Mito: chocolate causa acne e espinhas.

Fato: apesar desta crença ser bastante popular, diversos estudos científicos mostraram que ela não é verdadeira. A acne é causada por bactérias e surge a partir de uma combinação de excesso de óleo na pele, baixa no sistema imune e acúmulo de células mortas dentro dos poros. Ou seja, nada a ver com os chocolates!

 

Mito: chocolates causam problemas cardíacos.

Fato: a verdade é bem o contrário da afirmação acima! Por possuir diversas moléculas derivadas da planta do cacaueiro (os flavonoides), o chocolate faz muito bem ao coração. Pesquisas científicas mostram que o cacau ajuda a diminuir a pressão sangüínea, reduz inflamações e aumenta os níveis do colesterol bom no corpo. Quanto mais escuro/amargo for o chocolate, melhor. Na hora de comprar, opte por chocolates com alto teor de cacau ao invés das versões ao leite ou brancas.

chocolate branco
Chocolate branco: uma delícia, mas de chocolate não tem nada!

 

Mito: chocolate branco é chocolate, mas sem corantes.

Fato: para sermos bem sinceros, chocolate branco não é chocolate de jeito nenhum! É apenas um doce feito com muito açúcar, baunilha, leite e manteiga de cacau – mas “chocolate”, mesmo, não vai nadinha!

 

Mito: quem está com diabetes não pode comer chocolate.

Fato: aqueles que precisam controlar a quantidade de açúcar no sangue devem, sempre, tomar cuidado com o que comem. Alimentos ricos em açúcares e gorduras e que fazem a glicemia subir exageradamente devem ser ingeridos com cautela. Se o diabético conseguir manter um bom controle da glicemia, porém, nada impede que ele ingira um chocolatinho de vez em quando! Os segredos são moderação e conhecer bem o próprio corpo.

Aliás, comer chocolate pode até mesmo ser uma boa pedida para quem tem diabetes. Uma pesquisa de março de 2013 mostrou que o chocolate contém uma molécula chamada epicatequina, que melhora a eficiência da insulina no corpo. Além disso, os flavonoides dos chocolates amargos ajudam a proteger o corpo de problemas no coração (ver acima), muito comuns em quem está com diabetes. Vale frisar: estes efeitos benéficos só valem se o chocolate tiver alto teor de cacau e for consumido com moderação!

E quanto ao “chocolate diet”, é bom prestar atenção. Por definição, o adjetivo “diet” significa que o chocolate contém algum destes ingredientes em menor quantidade: açúcar, gordura, sódio, proteína ou colesterol. O que geralmente acontece é que os chocolates diet têm menos açúcar. Porém, para que fiquem com um gosto mais apetitoso, alguns destes alimentos têm níveis maiores de gorduras. Ou seja, é trocar seis por meia dúzia. Na dúvida, evite este tipo de chocolate e prefira os amargos.

RECEITA DE SOBREMESA SAUDÁVEL DE BANANA E CHOCOLATE

Ingredientes (para 4 porções):
  • 1 sachê de pó para preparo de pudim de chocolate, sem adição de açúcar (* dica: a Royal vende um destes sachês, com 0% de gorduras e zero de açúcar, perfeito para esta receita – ver na foto abaixo).

    receita royal pudim chocolate zero diabetes
    Uma boa e fácil de encontrar opção de pudim de chocolate sem açúcar.
  • 1 xícara de iogurte desnatado puro
  • 2 bananas médias
  • 1 colher de chá de suco de limão
  • 1/4 xícara de chantilly sem gordura
  • cacau em pó sem açúcar
  • 1 colher de chá de nozes picadas
  • 4 morangos frescos

Como fazer:

Primeiro, prepare o pudim de chocolate, de acordo com as instruções da embalagem. Misture depois ao iogurte.

Corte cada uma das bananas em seis fatias, na diagonal, e regue-as com o suco de limão.

Divida as fatias de bananas igualmente em quatro copos de sobremesa e recubra com a mistura de pudim, de maneira uniforme. Coloque 1 colher de sopa do chantilly por cima de tudo.

Polvilhe um pouco do cacau em pó em cada copo com a ajuda de uma peneira bem fina. Adicione as nozes e, para dar um toque final todo especial, coloque 1 morango como cobertura.

 

Informações Nutricionais por Porção:
  • 138 kcal
  • 3g de gorduras totais
  • 1.3g de gordura saturada
  • 25g de carboidratos
  • 2g de fibras
  • 4mg de colesterol
  • 336mg de sódio
  • 4g de proteínas

FONTE Redação SobrePeso

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe uma resposta