Fruto tropical é supereficaz na destruição de tumores

Cientistas anunciam descoberta de composto tirado de planta que só nasce no norte da Austrália e que é capaz de eliminar uma ampla gama de tumores, como o melanoma.

blushwood tree cancer

Cientistas do Instituto de Pesquisas Médicas QIMR Berghofer afirmam que descobriram um composto capaz de destruir tumores. A novidade vem direto do fruto de uma árvore que existe apenas em uma região tropical ao norte da Austrália chamada de Queensland.

O composto, batizado de EBC-46, mostrou-se supereficaz na destruição de tumores humanos em modelos laboratoriais. “Na maior parte dos casos, apenas 1 injeção do composto causou a perda de vaibilidades das células [tumorais] dentro de 4 horas, eventualmente destruindo os tumores”, afirmou o dr. Glen Boyle, um dos líderes da pesquisa.

Dentre os tumores destruídos com sucesso pelo EBC-46 estão o melanoma, câncer de cabeça, pescoço e cólon.

 

PODER CLÍNICO DA NATUREZA

O EBC-46 é extraído das sementes do fruto da árvore conhecida na Austrália por “blushwood” (foto). Quem descobriu a molécula foi uma empresa de biotenologia do país – a EcoBiotics -, a qual agora financia as pesquisas sobre possíveis usos do EBC-46 em pacientes humanos com câncer.

Segundo o dr. Boyle (que trabalha para a EcoBiotics), o EBC-46 é eficiente no combate aos tumores por cortar o suprimento de sangue que os alimenta.

Até o momento, o novo medicamento foi testado, com sucesso, em camundongos, cachorros, gatos e cavalos. A empresa promete iniciar em breve os testes com seres humanos.

“Em mais de 70% dos casos pré-clínicos, a regressão dos tumores e cura foram duradouras e permanentes, com muito pouca regressão após um período de 12 meses”, afirmou Boyle.

ebc-46 cancer cure
Sementes do fruto, a partir das quais o EBC-46 é criado.

SERVE PARA TODO TIPO DE CÂNCER? – E UM ALERTA

O dr. Boyle explica que, até o momento, evidências sugerem que o EBC-46 é eficiente apenas em tumores que possam ser diretamente injetados ou possam receber uma aplicação tópica de medicamentos. Não se sabe se ele funcionará em tumores metastáticos.

Vale notar: esta não é a primeira vez que o EBC-46 aparece na mídia como potencial “cura do câncer”. Em 2010, a EcoBiotics já divulgava notícias sobre o potencial terapêutico da droga. Na época, a empresa buscava fundos para iniciar testes em humanos – os quais, é bom lembrar, ainda não começaram.

 

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome aqui