Por que todo fumante deveria comer fibras

Pesquisa científica indica que ingerir alta quantidade de fibras todos os dias protege os pulmões contra inflamação e câncer.

fumantes dieta fibras

Quem fuma corre riscos extraordinariamente maiores de desenvolver câncer nos pulmões, além de diversas outras doenças no órgão, como o enfisema. A fim de barrar esta tendência, o melhor a se fazer é largar o vício e parar de fumar. Mas cientistas afirmam que há uma nova maneira de melhorar a saúde pulmonar em fumantes e ex-fumantes – e isto tem tudo a ver com o jeito como nos alimentamos.

Pesquisa publicada no periódico científico European Respiratory Review, uma das mais respeitadas publicações sobre a saúde pulmonar, mostra que seguir uma dieta rica em fibras diminui a inflamação nos pulmões, o fator de risco número 1 para o desenvolvimento do câncer.

 

COMER BEM MUDA O TIPO DE BACTÉRIAS DOS INTESTINOS

“Isto ajuda a confirmar nossas conclusões anteriores que indicavam que a dieta tem importantes efeitos na saúde dos pulmões”, afirmou Robert Young, professor da Escola de Medicina da Universidade de Auckland e principal autor do trabalho.

O professor explica que as dietas repletas de fibras ajudam na saúde pulmonar de maneira indireta, através das bactérias que vivem em nossos intestinos.

dieta rica em fibras
Uma dieta rica em fibras faz um bem enorme ao organismo – até mesmo para os pulmões!

Pessoas que ingerem fibras regularmente possuem espécies de bactérias consideradas “saudáveis” vivendo nos intestinos. Elas ajudam a processar melhor os alimentos que ingerimos e, no processo, geram moléculas chamadas “ácidos graxos de cadeia pequena”. Estes ácidos graxos possuem capacidade anti-inflamatória, o que ajuda a prevenir o aparecimento de doenças no corpo todo, inclusive nos pulmões.

“Estas bactérias protetoras são muito presentes em pessoas que consomem dietas ricas em fibras, mas diminuem naquelas que comem poucas fibras e muitos alimentos refinados. Nestas pessoas, bactérias intestinais “danosas” predominam”, disse o professor Young.

Após estas descobertas, a equipe de pesquisadores de Auckland se reuniu com cientistas renomados do mundo inteiro para tentar entender ainda mais a fundo a relação entre a dieta e a saúde pulmonar.

Dependendo do que descobrirem, podemos esperar nos próximos anos novas estratégias terapêuticas e comportamentais que nos ajudarão a prevenir estas perigosas doenças dos pulmões, garantindo maior qualidade de vida.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome aqui