Programas de controle de peso no modelo do Weight Watchers (Vigilantes do...

Programas de controle de peso no modelo do Weight Watchers (Vigilantes do Peso) têm bons resultados?

O dr. Licio Velloso analise recente estudo sobre a eficácia de programas assistidos de emagrecimento, como os Vigilantes do Peso.

programas como o vigilantes do peso
por Licio A. Velloso*

Frente ao rápido crescimento do número de pessoas obesas no planeta, uma série de programas de orientação alimentar e de mudança de estilo de vida têm sido criados e oferecidos à população (por exemplo, Weight Watchers – Vigilantes do Peso). Entretanto, poucos estudos avaliaram a eficácia real desse modelo de programa.

Um estudo recente, conduzido por pesquisadores britânicos, avaliou o impacto de um programa de mudança de estilo de vida e comportamento alimentar em 1.267 pessoas. As pessoas foram divididas em dois grupos:

  • Grupo 1: orientação verbal e uso de material de autoajuda;
  • Grupo 2: inclusão em programa de mudança de estilo de vida no modelo do Vigilantes do Peso.

Os participantes foram acompanhados por dois anos. Ao final do primeiro ano de acompanhamento, os participantes do Grupo 1 haviam perdido 3,2 kg, enquanto que os participantes do Grupo 2 haviam perdido 6,7 kg. Ao final de dois anos, participantes do dois grupos recuperaram um pouco do peso perdido, porém, ainda assim, houve diferença significativa entre os dois grupos, sendo que participantes do Grupo 1 estavam 2,3 kg abaixo do peso inicial e participantes do Grupo 2 estavam 4,3 kg abaixo do peso inicial.

Além dos benefícios na perda de peso, os participantes do Grupo 2 apresentaram ainda redução mais acentuadas dos níveis de glicose no sangue. Outros parâmetros, como pressão arterial e colesterol, tiveram reduções similares entre os dois grupos. Assim, os pesquisadores concluem que programas de mudança de estilo de vida assistidos no formato do Vigilantes do Peso têm resultados melhores que programas de auto ajuda, resultando em maiores reduções de peso e de glicose no sangue. Deve ser enfatizado que tais programas não utilizam medicamentos ou qualquer tipo de suplemento ou alimento modificado, sendo única e exclusivamente baseados em orientação e acompanhamento.

 

Principal referência para esta postagem: hern Lancet 2017 389:2214.
Texto publicado originalmente no blog http://cienciasaudeliciovelloso.blogspot.com.br

 

perfil licio a velloso unicamp
SOBRE O AUTOR:

 

Licio A. Velloso é Professor de Medicina na UNICAMP. Atua nas áreas de obesidade, doenças metabólicas, inflamação e resposta do sistema imune. Autor de mais de 200 artigos científicos. Membro da Academia Brasileira de Ciências e pesquisador do OCRC.

NENHUM COMENTÁRIO

Deixe uma resposta