Qual dieta é perfeita para o seu perfil?

Qual dieta é perfeita para o seu perfil?

Cientistas ingleses identificam 3 perfis de pessoas que adoram comer mais do que deveriam. Ainda, eles defendem que cada um dos perfis siga uma dieta diferente.

dieta perfeita para cada perfil

Novo ano começando e você também prometeu emagrecer em 2015? Já começou a investir tempo e energia naquela última dieta milagrosa? E, afinal, será que ela vai dar certo?

Cientistas britânicos afirmam ter descoberto o motivo pelo qual muitas dietas, apesar de funcionarem em alguns, falham em outras pessoas.

Segundo uma pesquisa conduzida nos laboratórios das Universidades de Oxford e Cambridge, nem todo mundo pode seguir a mesma dieta e esperar que ela funcione. Escolher o plano alimentar perfeito envolve fatores como hormônios, genes e a psicologia.

 

OS TRÊS GRUPOS COMILÕES

A pesquisa identificou três tipos típicos entre as pessoas que comem demais: os “comilões“, que nunca se sentem satisfeitos; os “ansiosos“, que pensam em comida a toda hora; e os “emocionais“, aqueles que se alimentam em demasia em momentos de ansiedade e tensão.

Hormônios, genes e psicologia têm papel fundamental na definição destes três perfis. Por exemplo, os “comilões”, em geral, não produzem quantidades suficientes do hormônio GLP-1, que envia informações de saciedade ao cérebro. Os “ansiosos” por comida possuem, em sua maioria, um número grande de genes ativos relacionados à obesidade. E os “emocionais” têm problemas psicológicos que os fazem compensar com comida suas frustrações e angústias internas.

Para cada um destes grupos, a pesquisa sugere que uma dieta específica seja seguida. De nada adiantaria um “emocional” seguir o mesmo plano alimentar de um “ansioso”, pois seus corpos trabalham com os alimentos de maneira diferente.

 

UMA DIETA PARA CADA PERFIL

A pesquisa britânica, tema de um especial de TV que foi ao ar pela BBC na semana passada, sugeriu os seguintes planos para cada grupo:

  • Comilões” – é preciso que sigam uma dieta que os deixem satisfeitos o maior tempo possível. Ou seja, uma alimentação rica em proteína e com baixo Índice Glicêmico (alimentos cujo açúcar é absorvido mais lentamente pelo organismo). Por exemplo, peixe, frango, arroz basmati, lentilha, grãos e cereais. Segundo os especialistas, esses alimentos melhoram a sinalização feita pelos hormônios do intestino.

 

  • Ansiosos” – pessoas que sentem vontade de comer o tempo todo têm dificuldade em seguir dietas sete dias por semana. Em vez disso, a equipe recomendou que reduzissem drasticamente a quantidade de calorias ingeridas (para apenas 800 calorias diárias) durante dois dias por semana. Nos outros cinco dias, o grupo foi orientado a comer normalmente, porém de forma saudável. Esta dieta é conhecida como jejum intermitente.

 

  • Emocionais” – além de adotarem uma dieta saudável, foram orientados a integrar grupos de apoio na internet e freqüentar reuniões. O objetivo dessas estruturas de apoio era encorajá-los e motivá-los a perseverarem em suas dietas. Também receberam sessões de Terapia Cognitiva Comportamental para ajudá-los a compreender os pensamentos e comportamentos associados à forma como se alimentavam.

 

 Quem está com o inglês em dia pode assistir ao 1o episódio de especial inglês sobre os 3 perfis de pessoas!

 

DICAS PRÁTICAS PARA PERDER PESO

Os resultados definitivos do estudo, explicando a eficácia e poder de cada dieta, ainda não foram liberados. Mas os pesquisadores acreditam que dietas que se adequam ao perfil biológico de cada um são o melhor caminho para combater as epidemias modernas de sobrepeso e obesidade.

Além disso, o estudo britânico confirmou outras práticas que podem ajudar pessoas de todos os grupos a perder peso. Confira:

  • Coma devagar. Isso pode aumentar os níveis de hormônios do intestino que dizem ao cérebro que é hora de parar de comer.
  • Tome sempre café da manhã. Isso diminui o desejo de comer alimentos pouco saudáveis. 75% das pessoas que tiveram sucesso em suas dietas tomam café da manhã, diz Yeo.
  • Sopa faz você se sentir mais cheio. Especialistas dizem que uma sopa espessa deixa você mais satisfeito do que legumes sólidos.
  • Evite pensar em comida quando estiver cansado. O cansaço atrapalha a tomada de decisões e pode aumentar o desejo por comidas pouco saudáveis. Tenha consciência disso e não faça a lista do supermercado quando estiver cansado e com fome.

 

FONTE Redação SobrePeso Com informações do portal G1

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta