Mostra explora relação entre luz, cores e a boa alimentação

Já ouviu a orientação de que fazer um prato colorido é sinônimo de boa alimentação? Mas qual a relação entre as cores e a saúde?

exposicao a cor da luz unicamp ocrc
[dropcap type=”1″]U[/dropcap]ma das melhores dicas para quem está atrás de alimentação nutritiva e equilibrada é fazer um prato bastante colorido. Quanto mais cores diferentes, melhor! Mas por que motivo “comer colorido” faz bem à saúde?

Este é apenas um dos tópicos abordados pela exposição “A Cor da Luz – o Código das Cores”, em exibição no Museu Exploratório de Ciências da UNICAMP.

Através de jogos, brincadeiras, vídeos e painéis interativos, os visitantes aprendem sobre luz, cores e a relevância destes fenômenos para nosso bem-estar e para a saúde.

Um dos destaques da exposição é a seção criada em parceria com o Centro de Pesquisa em Obesidade e Comorbidades (OCRC) da UNICAMP. Uma brincadeira com painéis giratórios ensina quais são os principais pigmentos naturais presentes nos alimentos e quais são suas influências no corpo humano.

 

PIGMENTOS E OS BENEFÍCIOS À SAÚDE

[dropcap type=”1″]O[/dropcap]s pigmentos naturais presentes em frutas, legumes e verduras dão cor aos alimentos e possuem propriedades que fazem bem ao organismo. É por isso que “fazer um prato colorido” é uma ótima idéia para manter a saúde e a qualidade de vida. Veja alguns dos benefícios dos pigmentos alimentares:

  • painel pigmentos alimentares exposicao a cor da luz
    Painel informa quais são os benefícios ao corpo dos pigmentos naturais

    ANTOCIANINAS: pigmentos presentes em alimentos de cor azulada/roxa, como jabuticabas, uvas e cebolas-roxas. Melhoram o funcionamento do coração, ajudam a controlar a glicemia, estimulam a saúde mental e equilibram os níveis de colesterol.

  • BETA-CAROTENO: presente em alimentos de cor alaranjada, como cenouras, abóboras e pêssegos. É transformado pelo corpo em vitamina A, a qual fortalece ossos, melhora a visão e auxilia a combater infecções.
  • CLOROFILA – pigmento que dá a cor verde aos vegetais. Muita gente está se acostumando a beber suco de clorofila hoje em dia, pois pesquisas mostram que ela ajuda a aumentar o número de hemácias no sangue, é um poderoso antioxidante e auxilia o corpo a combater infecções.
  • LICOPENO: presente em alimentos de cor avermelhada, como melancias, tomates e goiabas. Relacionado à prevenção do câncer de mama e de próstata.

É fácil visitar a exposição e aprender ainda mais sobre o mundo “colorido” da alimentação. A entrada é gratuita e o museu abre das 9 às 17h nos dias de semana, e das 10 às 18h de sábado e domingo. O único dia fechado é segunda-feira.  Visitas monitoradas para escolas devem ser feitas através do número (19) 3521-1810.

crianca na cor da luz ocrc
A exposição é um sucesso com crianças e adultos. Imagem: Antonio Scarpinetti/UNICAMP

ENDEREÇO: Museu Exploratório de Ciências – Universidade Estadual de Campinas  – Av. Alan Turing, 1500 – Barão Geraldo – Campinas/SP. CEP 13083-898.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome aqui