Vale a pena tomar bebidas energéticas antes dos exercícios?

É verdade que bebidas energéticas melhoram a performance em qualquer atividade física? Há riscos de ingeri-las antes dos exercícios? Quais as vantagens e desvantagens? Descubra aqui!

bebidas energeticas atividades fisicas

Você se sente mais motivado e ativo após beber um energético? E sua performance nos esportes, melhora? Pois saiba que estas sensações são muito mais do que meros “truques psicológicos” – elas, de fato, refletem os efeitos no corpo que este tipo de bebida traz.

[quote_right]Não confundir bebidas energéticas (como por exemplo Red Bull) com isotônicos (tipo Gatorade)! Ambas são utilizadas por esportistas, mas têm funções diferentes no corpo (isotônicos são para hidratar rápido e repôr eletrólitos)[/quote_right]

O consumo de energizantes tem crescido muito nos últimos tempos. Enquanto a compra de refrigerantes cai a cada ano, os energéticos estão em um crescente de vendas. Boa parte do consumo se dá por atletas, que veem nestas bebidas uma força a mais para se darem bem nos esportes.

A Ciência comprova que tomar energizantes ajuda, sim, na prática esportiva. E mostra, também, que isto tem seu custo, na forma de insônia, agitação e nervosismo.

 

O QUE A CIÊNCIA JÁ CONCLUIU SOBRE ENERGÉTICOS E ATIVIDADES FÍSICAS

A respeitada revista científica British Journal of Nutrition publicou um estudo que durou quatro anos sobre o uso de energéticos por atletas. No trabalho, jogadores de futebol, escaladores, nadadores, jogadores de rúgbi, vôlei, hóquei e tênis foram divididos em dois grupos. Um grupo tomou (sem saber) bebidas energéticas antes dos treinos e o outro, também sem saber o que era, tomou um placebo. Depois, a performance dos dois grupos foi comparada.

Veja os destaques da pesquisa:

  • Esportistas que tomaram bebidas energéticas antes das atividades físicas tiveram um ganho de desempenho entre 3 e 7%;
  • Além do ganho em desempenho, estes atletas correram mais, nadaram mais rápido, fizeram mais pontos no jogo de tênis, pontuaram mais no vôlei e, no caso dos escaladores, mostraram maior força muscular;
  • Porém, nem tudo é vantagem em relação aos energéticos…

“As bebidas energéticas aumentaram a freqüência de insônia, nervosismo e os níveis de estimulação nas horas seguintes ao consumo”, afirmou Juan Del Coso Garrigós, um dos autores do trabalho acadêmico.

alpinisto esporte escalada
Segundo a pesquisa, um “boost” no desempenho pode ser sentido por qualquer atleta, desde nadadores a jogadores de futebol e alpinistas.

A CULPA É DO CAFÉ

[quote_right]Outro estudo científico com bebidas energéticas mostrou que atletas demoram mais tempo para se cansar (e utilizam melhor o oxigênio) se consumirem o produto antes dos treinos.[/quote_right]

Estes “malefícios” relacionados ao consumo de bebidas energéticas vêm do fato de que elas todas são, basicamente, compostas por carboidratos, taurina, vitaminas B e cafeína. A cafeína é o agente “energizante” e que garante alta performance esportiva, mas que também deixa o corpo “ligado” por mais tempo, podendo provocar a insônia.

É interessante notar que muita gente acredita que os energéticos têm este nome porque estão repletos de calorias (“energia”). Na verdade, o efeito energizante vem basicamente da cafeína, pois a quantidade de açúcares nestas bebidas é bem similar a encontrada em refrigerantes convencionais.

Então a dica é: se quiser uma performance melhor em esportes que exigem força muscular e muita transpiração, bebidas energéticas podem te ajudar. Porém, evite o consumo até 12h antes de seu período de dormir, senão é possível que tanta energia não deixe seu corpo relaxar e descansar adequadamente.

 

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome aqui