Academias e atividades físicas para crianças crescem pelo mundo

criancas na academia

Em uma academia de crossfit em Nova York, nos Estados Unidos, Ella Reznik, três anos, corria em direção a uma série de bambolês e bolas coloridas, com o rabo de cavalo e a mãe pulando atrás dela. O irmão Adam, quatro anos, fazia exercícios ao seu lado, em cima de tapetes de borracha preta, e observava algumas barras de metal presas à parede. A dona e treinadora da academia, Michele Kelber, recebeu os irmãos Reznik e outras crianças com um enorme sorriso. Logo em seguida, a aula começou: corre, pula, salta, levanta e pendura.

O crossfit, aquela série de exercícios barra-pesada, começa a encantar um novo público: crianças em idade pré-escolar. À medida que o assunto da boa forma infantil – da obesidade aos exercícios corretos – começa a ganhar mais espaço em escolas e comunidades, o crossfit kids e outros programas de exercícios para crianças em idade pré-escolar levam muitos a se perguntarem quando e como as crianças devem começar a praticar esportes organizados ou a frequentar a academia.

A versão adulta do crossfit recebeu elogios e críticas nos últimos anos por suas séries de exercícios de alto impacto e com abordagem livre. Embora os críticos questionem a qualidade de alguns treinadores e afirmem que faltam pesquisas a respeito de lesões, a prática vem ganhando cada vez mais espaço. Atualmente, é possível encontrar mais de 10 mil academias do mundo todo. No Brasil, são cerca de 250, sendo 12 no Rio Grande do Sul.

 

PRÁTICA GANHA CADA VEZ MAIS ADEPTOS

As atividades físicas para crianças são um negócio em crescimento, à medida que as academias e centros esportivos diminuem cada vez mais a idade mínima de seus clientes. No ano passado, havia 460 mil crianças nos EUA com menos de 13 anos usando o serviço de personal trainers, de acordo com a International Health, Racquet & Sportsclub Association, um grupo comercial do setor. Isso é mais que o triplo das 140 mil registradas em 2009.

 

PAIS DEVEM OBSERVAR AULAS COM CUIDADO

Os instrutores de crossfit afirmam que suas iniciativas muitas vezes são encaradas com ceticismo, mas argumentam que as atividades infantis têm mais a ver com as aulas de educação física. A ênfase para crianças de três a cinco anos, segundo eles, é a diversão.

– O programa pré-escolar é completamente diferente. O objetivo é que a diversão por meio da atividade física se transforme na porta de entrada de um estilo de vida fisicamente ativo – afirmou Jeff Martin, um dos fundadores da crossfit kids.

Os participantes dessa faixa etária não utilizam pesos. As aulas são curtas, geralmente com 30 minutos ou menos de duração. Eles não puxam ferro, nem flexionam os músculos na frente do espelho. Ao invés disso, as atividades são compostas por exercícios rápidos seguidos de momentos de relaxamento. No crossfit pré-escolar, as crianças brincam de se pendurar como macacos e os agachamentos são exercícios de sapos.

De acordo com alguns pediatras, desde que as coisas continuem assim, as aulas de crossfit são boas para as crianças. Mas alguns alertam: pode haver muita variação entre as academias, no que diz respeito à qualidade dos treinadores e do regime de exercícios. Por isso, os pais devem observar as aulas com cuidado.

– É preciso ter certeza de que os profissionais foram bem treinados e entendem de crianças. Afinal, elas nem sempre sabem a diferença entre suas capacidades e aquilo que querem fazer – alerta Gregory D. Myer, diretor do Laboratório de Desempenho Humano do Centro Médico do Hospital Infantil de Cincinnati.

Pediatra do Sistema Nacional de Saúde da Criança, em Washington, Lee Beers aponta outra preocupação: se as crianças observarem os comportamentos dos adultos na academia, como a comparação dos músculos ou o sofrimento de quem vê o próprio peso na balança, isso pode levá-las a desenvolver uma imagem negativa em relação ao próprio corpo.

– É preciso ter certeza de que elas estejam aprendendo comportamentos saudáveis, tendo em vista a saúde, não o peso ou a imagem. As crianças dessa idade são como esponjas e absorvem tudo o que veem ao seu redor.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome aqui