Mudanças no hábito alimentar podem reduzir risco de câncer

Em Alagoas, Secretaria Estadual de Saúde realiza treinamentos coletivos para conscientização da importância de se alimentar bem.

educacao alagoas cancer alimentacao

Em Alagoas, Secretaria Estadual de Saúde realiza treinamentos coletivos para conscientização da importância de se alimentar bem.

Algumas mudanças nos hábitos alimentares podem ajudar a reduzir os riscos de desenvolver câncer. Com a proposta de que essa prática seja incorporada pela população, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) iniciou, nesta quarta-feira (23), a oficina para capacitar multiplicadores (profissionais de saúde) para a promoção de práticas alimentares saudáveis e prevenção de câncer.

A capacitação prossegue até sexta-feira (25), no auditório da Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social (Seades), no Centro, e reúne profissionais de saúde dos municípios alagoanos. Também participam da oficina os coordenadores do curso de Nutrição das universidades de Alagoas e a fiscal do Conselho Regional de Nutrição (CRN/AL).

De acordo com a nutricionista Mônica Dâmazo, da Diretoria de Promoção da Saúde da Sesau, a adoção de uma alimentação saudável contribui não só para a prevenção do câncer, mas também de doenças cardíacas, obesidade e outras enfermidades crônicas como diabetes.

“Frutas, verduras e legumes são os alimentos que devem ser consumidos com freqüência. Cereais integrais, vitaminas, fibras e outros compostos, como também o uso do arroz com feijão, auxiliam as defesas naturais do corpo a destruírem os carcinógenos antes que eles causem sérios danos às células”, listou a nutricionista da Sesau.

Como o câncer pode ser causado por uma condição genética (interna) ou se relacionar ao meio ambiente e aos hábitos próprios (externa), a nutricionista do Instituto Nacional do Câncer (Inca), Sueli Couto, esclareceu que alguns tipos de alimentos, se consumidos regularmente durante longos períodos de tempo, parecem fornecer o tipo de ambiente que uma célula cancerosa necessita para crescer, se multiplicar e se disseminar.

O que evitar – Os alimentos ricos em gorduras devem ser evitados ou ingeridos com moderação; os embutidos e enlatados contêm níveis significativos de agentes cancerígenos; os defumados e churrascos são impregnados pelo alcatrão proveniente da fumaça do carvão, o mesmo encontrado na fumaça do cigarro e que tem ação carcinogênica conhecida; e os alimentos preservados em sal também estão relacionados ao desenvolvimento de câncer de estômago.

Oficina – A capacitação foi realizada pelas diretorias da Promoção da Saúde e Atenção Básica da Sesau e abordou temas como a troca de receitas, consumo e cultura alimentar, estado nutricional, prevalência e incidência de câncer, partilha de experiências, prevenção de câncer, recomendações e propostas de ações, prática culinária e planejamento das ações de multiplicação.

Participaram da promoção da oficina, as técnicas da Atenção Básica, Yana Melo, Lúcia Acioli, Anízia Ferreira, Amália Lima, Cibele Araújo e Gorete Sampaio.

Deixe um comentário

Digite seu comentário
Digite seu nome aqui